Bem-vindo ao site da UMA – Complexo Avançado de Diagnósticos

Categoria

Notícias

Setembro Coração

Marina Bellini mostra imagens da ressonância magnética na palestra do Setembro Coração

A médica Marina Bellini, especialista em diagnóstico por imagem do coração, encantou os estudantes do Colégio London, em Rio Preto, com sua palestra sobre os cuidados do coração desde a infância, que faz parte da campanha Setembro Coração.

Além de falar sobre os pilares do coração saudável, como alimentação e atividades físicas, a médica levou exames impressos feitos por Ressonância Magnética para mostrar aos alunos.

A UMA participa ativamente da campanha Setembro Coração, movimento que acontece durante o mês de setembro para reforçar a importância da prevenção das doenças do coração, em especial o infarto.

Idealizada em 2016 pelas médicas da UMA, Mariane Spotti e Marina Bellini, a campanha cresceu, tomou corpo e agora conta com a participação de instituto cardiológicos e apoiadores de toda a cidade. Entre eles, Braile Cardio, Hemat, IMC/HCM, Incor Rio Preto, Procardíaco, Pulsar, SOS Cor as empresas apoiadoras EMS e Mar & Rio.

Prevenção vem da infância

O que pouca gente sabe é que a prevenção desde a infância é a única forma de evitar o crescimento alarmante das doenças cardiovasculares na vida adulta.

Pensando nisto, desde o ano passado, a campanha está focada na conscientização das crianças sobre o coração saudável. Com o tema “Criança, coração da família”, a ideia é tornar as crianças conscientes desde cedo as crianças de que hábitos saudáveis são extremamente poderosos para formar adolescentes e adultos livres das doenças cardiovasculares.

Além disso, a campanha incentiva a criança a ser uma multiplicadora das informações de como prevenir as doenças cardiovasculares na família.

Conheça os hábitos para um coração saudável e coloque-os em prática:

– você pode comer de tudo, mas o coração gosta mesmo de frutas, legumes e verduras. Não faça cara feia para o brócolis! Assim, seu coração vai bater com muita energia;

– quando você exagera nos docinhos, nas batatinhas fritas, no sal e nas coxinhas, o coração fica triste;

– não fique parado. O coração fica mais forte quando você se remexe todo. Corra, cante, pule, jogue bola, pedale, nade ou ande de skate. Ai sim, seu coração vai ter saúde pra vida inteira;

– no mundo tem muitos inimigos do coração. Fique bem longe do cigarro, bebidas alcoólicas e drogas. Eles não deixam o coração bater direitinho.

Fonte: Cartilha do Coração

 

A Trombose Venosa Profunda é uma patologia de enorme impacto na nossa sociedade, tanto por sua alta prevalência como por ser um acometimento potencialmente grave.
Ela é causada pela formação de coágulos no interior dos vasos nos membros inferiores e superiores, obstruindo o retorno do sangue pelas veias até o coração.
Além disso, esses coágulos podem se formar por vários motivos. A principal causa é a imobilidade prolongada que leva falta de movimentação do sangue dentro da veia, seja por longas viagens na mesma posição ou pela necessidade do paciente de ficar acamado.

Fatores de risco

Há fatores de risco que podem aumentar a chance de sua ocorrência. Por exemplo, o tabagismo, obesidade, uso de contraceptivos e desidratação.
Suas complicações podem acontecer no curto ou longo prazo:
– a curto prazo,  pode acontecer o desprendimento deste coágulo e sua migração até a artéria que leva sangue aos pulmões, o chamado tromboembolismo pulmonar;
– a longo prazo, pode levar a insuficiência venosa crônica, por destruição das paredes dos vasos causando ineficiência da sua função.

Conheça os sintomas

  • Dor nas pernas, principalmente nas panturrilhas, podendo chegar até o pé e o tornozelo
  • Sensação de queimação na região afetada
  • Mudanças na cor da pele da região afetada pela doença, que começa a ficar vermelha ou azul
  • Edema (inchaço) na perna afetada;
  • Rigidez da musculatura perto da região do trombo

Há, contudo, outras patologias que causam os mesmos sintomas.  Estudos realizados nos últimos 30 anos mostram que cerca de 70% dos pacientes com os sintomas acima descritos e com hipótese diagnóstica de trombose venosa profunda, na verdade apresentam outra patologia.
Portanto, é extremamente necessária a realização de exames para comprovação desta doença. Pois, o tratamento da trombose venosa profunda é longo e pode apresentar alguns efeitos colaterais e riscos.

Diagnóstico

O exame de eleição para diagnóstico do tromboembolismo pulmonar é a ultrassonografia com doppler venoso profundo dos membros inferiores.
Ele é realizado por meio de aparelhos com alta tecnologia e transdutores dedicados ao estudo com doppler dos vasos.
Ao realizar o exames é muito importante o acompanhamento de um especialista em vascular. Ele ajuda na identificação dos fatores de risco e investigação de eventuais complicações a longo prazo, além de prevenção de novos eventos semelhantes.

A UMA dispõe de aparelhos e médicos especializados para detecção de trombose venosa profunda, seja em membros inferiores como superiores.

Dra. Maísa Hernandes Pardo

 

Prêmio Mulher Empreendedora

A diretora-presidente da UMA, Mariane Spotti, vence o prêmio Acirp 2019 na categoria Mulher Empreendedora

Estamos em clima de comemoração. A fundadora e diretora-presidente da UMA, a médica Mariane Spotti, 40, é a vencedora do Prêmio ACIRP 2019, na categoria Mulher Empreendedora. Esta é a maior premiação empresarial do interior do Estado de São Paulo

O Diploma de Mérito da Acirp será entregue durante a Noite Empresarial no dia 30 de agosto de 2019, no Villa Conte, a partir das 20h.

A categoria Mulher Empreendedora avalia a trajetória de vida de grandes mulheres. Ela leva em consideração os obstáculos e os desafios enfrentados pela empresária e todo o investimento feito por ela em capacitação profissional para si e seus colaboradores, contribuindo diretamente para o desenvolvimento de São José do Rio Preto e o crescimento de sua empresa.

Formação médica

Natural de São José do Rio Preto, Mariane é filha do médico neurocirurgião Antônio Ronaldo Spotti, profissional de grande expressão na área médica.

Formada pela Faculdade Federal de Medicina do Rio de Janeiro (UNIRIO), cursou três diferentes especializações médicas: a primeira em Medicina do Esporte, depois em Cardiologia e, por último, em Imagem Cardiovascular.
Trabalhou no Hospital Barra D’OR como coordenadora da Imagem cardiológica (Tomografia e Ressonância) e ainda hoje ministra aulas em pós-graduações em Cardiologia, no Rio de Janeiro.

Reviravolta

Morando na cidade carioca há mais de 13 anos e bem estabelecida profissionalmente em um dos maiores hospitais da capital, ainda buscava algo a mais.
Em 2011, decidiu retornar à sua cidade natal para desenvolver seus próprios projetos profissionais e pessoais. Na ocasião, recebeu o convite para criar um novo setor de exames em uma empresa de diagnóstico da cidade, na época de grande tradição, e foi contratada pelo Hospital de Base de São José do Rio Preto para inovar também o setor de exames do coração.

Mariane relata que, em meados de 2012, passou por um grande dilema profissional: assumir uma sucessão de uma grande e consolidada empresa médica, porém, sem a perspectiva de cargo de direção ou gestão; ou fazer seu próprio negócio na área de diagnóstico por imagem – começando do zero, mas com liberdade de desenvolver seus valores e implementando seu modelo mental.

Nasce a empreendedora

A decisão foi pela fundação da UMA. Junto de seu pai, fez o convite para dez médicos radiologistas reconhecidos em suas áreas de formação para formarem o time da empresa. Assim, a UMA nasceu e tomou corpo.

A construção do prédio da empresa começou em 2013. O projeto e a execução da obra foram feitos com uma equipe de empreiteiros sob o comando de Mariane, que também trabalhava com construção civil.

Ao terminar a obra, a empresa iniciou sua operação em janeiro de 2015, no mesmo mês que a médica deu luz a gêmeos. Mesmo assim, permaneceu na direção da UMA desde a sua inauguração até o momento atual.

A alma empreendedora somada a uma energia sem fim descrevem esta mulher de projetos. “O sentido de uma empresa no segmento da saúde é poder devolver a comunidade o seu bem mais precioso: a qualidade de vida.
Premiação acirrada

Prêmio Acirp

A disputa é acirrada. São oito categorias para se inscrever. O Prêmio é democraticamente aberto a todas as empresas associadas à entidade. O processo que contempla as empresas com o Diploma de Mérito é rigoroso, criterioso, ético e, acima de tudo, transparente.
Uma comissão de diretores avalia, sob o rigor e a transparência os questionários respondidos pelas empresas inscritas.

“São premiadas empresas que, juntas, mantêm um público consumidor diversificado, realizam negócios com diversos Estados do Brasil, geram centenas de empregos diretos, realizam investimentos em infraestrutura e tecnologia e possuem décadas de tradição no mercado”, explica o presidente da Acirp, Paulo Sader.

A candidatura se fez pelo preenchimento de um formulário com 40 itens que fazem parte de um total de sete quesitos que englobam. Todas as respostas são pontuadas. A empresa vencedora é aquela que acumula o maior número de pontos.

“A diversidade da nossa economia, sua dinâmica junto a diferentes setores e o empreendedorismo de seus dirigentes também são avaliados, já que demonstram a competitividade de nossas empresas”, completa Paulo Sader.

Radiografias panorâmicas digitais

Pacientes fazem radiografias panorâmicas e participam de palestra sobre saúde bucal

Sucesso! É assim que podemos definir a campanha social “Sorria 2019” promovida pela Uma (Unidade de Medicina Avançada), em parceria com CEO (Centro Especializado de Odontologia) da Prefeitura de Rio Preto, no último sábado (26/01), que realizou radiografias panorâmicas digitais gratuitas para os pacientes do SUS.

Na campanha, foram realizadas 100 radiografias panorâmicas digitais, especialmente para realização de implantes dentários. Os pacientes atendidos foram agendados previamente nas unidades do CEO. Durante o evento, foram realizadas palestras orientativas sobre a saúde bucal, ministrados pelas dentistas e gerentes das unidades do CEO, Heloísa Garcia Amaral e Giseli Faleiros de Moraes.

Serviço de Radiografias Panorâmicas

A partir deste mês, a UMA agrega ainda mais um serviço de diagnóstico por imagem: a radiologia odontológica. Com experiência acumulada no diagnóstico por imagem,  o compromisso da UMA Odonto é garantir exames modernos e precisos,. Entre os exames oferecidos estão a Tomografia Multislice, Ressonância Magnética e Radiografia Panorâmica.

Segundo a especialista em radiologia odontológica da UMA Odonto, Ana Carolina da Mata Garzon, a doação das  radiografias panorâmicas digitais essa é uma forma de ajudar as pessoas em seus diagnóstico por imagem tão necessários quando vão fazer os implantes.

“Assim, quanto mais rápido este tratamento acontecer, mais feliz ficará o paciente que vive o drama da falta de dentição. Além de comprometer as funções estéticas e funcionais, como a mastigação, a fala e o sorriso, a autoestima é totalmente prejudica. Muitas pessoas não conseguem nem sorrir ou pedir emprego por causa da falta de dentes.”

Os laudos dos pacientes que participaram da campanha social foram encaminhados para o CEO, onde serão feitos os implantes.

Agilidade nos implantes

A dentista e gerente da unidade central do CEO, Heloísa Garcia Amaral, afirmou que essa parceria social é muito importante para contribuir com os pacientes da rede pública de saúde, além de agilizar a realização dos procedimentos de implantes.

A Secretaria Municipal de Saúde foi pioneira na oferta de implantes pela rede pública. O Centro Especializado de Odontologia de Rio Preto existe desde 2004 e é referência no país. São 48 profissionais, sendo 25 dentistas, além de auxiliares, técnicos e agentes administrativos.

Hoje, o município conta com duas unidades: uma, no centro, e, outra, na região norte. Em 2017, as duas unidades realizaram 29.761 atendimentos.

A paciente Maria Bueno de Oliveira de Paula, uma das pessoas contempladas na campanha, disse que achou a iniciativa muito importante. “Quero muito fazer o meu implante o mais rápido possível.  Afinal, com a documentação dentária em mãos, posso dar início ao tratamento.”

Saúde dental

No cenário nacional, os indicadores melhoraram, mas o Brasil continua sendo um país de desdentados. Chega a 11% o percentual da população que não tem um único dente na boca, conforme o Ministério da Saúde. São, lamentavelmente, 16 milhões de brasileiros. A incidência de casos de doenças periodontais e perda de dentição é muito maior em pessoas acima dos 65 anos.

Mas a situação também é grave – e muito – entre os jovens: 40% dos brasileiros entre 15 e 19 anos já perderam pelo menos um dente e o principal motivo – 93% dos casos – é a cárie.

O uso de implantes dentários vem se tornando comum entre os brasileiros. A busca não se dá apenas por uma questão estética, mas por todo o desconforto pelo qual os pacientes não estão mais dispostos a passar, gerado pela falta dos dentes.

Aliás, no Brasil, cerca de 800 mil implantes e 2,4 milhões de componentes de próteses dentárias são colocados por ano no país, conforme levantamento da Associação Brasileira da Indústria Médica, Odontológica e Hospitalar (Abimo).

SERVIÇO

UMA Odonto

Rua do Seminário, número 2387, na Vila Nossa Senhora da Paz, em Rio Preto.

Tel. (17) 3214-4666

Mais uma vez o Complexo UMA inova quando o assunto é a sua saúde. Você já ouviu falar no conceito “one stop shop”? Fomos a primeira clínica de radiologia de Rio Preto a oferecer diversas soluções de saúde para o nosso cliente. A ideia é que você precisa “parar apenas em um lugar” para encontrar tudo aquilo que necessita.

Agora, além dos mais modernos diagnósticos por imagem, você tem disponível no Complexo Uma também exames laboratoriais.

Neste dia 19 de maio é comemorado o Dia Nacional de Combate à Cefaleia. A conscientização sobre como evitar a doença é muito importante, pois os números são alarmantes: 50% da população apresenta cefaleia durante um determinado ano e mais de 90% já apresentou história durante a vida.

A cefaleia, mais popularmente conhecida como dor de cabeça, pode ocorrer isoladamente, como sendo uma manifestação de uma crise de enxaqueca, por exemplo, ou ainda como sintoma de uma doença em desenvolvimento.

O conhecimento e diagnóstico correto da cefaleia e seus critérios diagnósticos, bem como a identificação correta do tipo de cefaleia que o paciente apresenta são fundamentais para o tratamento adequado.

Cefaleia primária e secundária

O diagnóstico diferencial é bastante extenso, com mais de 300 diferentes tipos e causas descritas na literatura mundial. As cefaleias classificam-se em duas categorias principais: primárias e secundárias.

Quando as cefaleias são ao mesmo tempo o sintoma e a própria doença que o indivíduo apresenta podemos classificá-las como primárias. Já quando a cefaleia faz parte de alguma doença, ela se apresenta como um sintoma desta patologia e é classificada como secundária.

Grande parte dos pacientes que procura o neurologista devido à cefaleia, ao final da consulta, são diagnosticados com cefaleias primárias e não secundárias. No entanto, nem sempre esta é uma tarefa simples.

Muitas vezes os sintomas clássicos da popular enxaqueca (dor de moderada a forte intensidade, unilateral, pulsátil, acompanhada de náuseas, vômitos, incômodo com a luz e barulho) podem constituir somente uma forte crise de enxaqueca, a qual pode ter sido precipitada por estresse, fatores hormonais, distúrbios do sono, mas também pode ser um sintoma de uma neoplasia intracraniana em desenvolvimento.

Diagnóstico Preciso

E agora? Como realizar o diagnóstico preciso da dor de cabeça que o paciente se queixa?

Existem alguns sinais de alerta para se suspeitar de cefaleias secundárias que devem chamar a atenção. Quando estes sinais são identificados é necessário uma investigação complementar, a qual é feita por meio de exames laboratoriais e de imagem.

Sinais de Alerta

* Dor de cabeça que se inicia após os 50 anos.

* Dor de cabeça que piora progressivamente.

* Dor de cabeça de início súbito.

* Dor de cabeça nunca sentida antes, ou seja, uma padrão de dor de cabeça diferente das anteriores que o paciente possa já ter apresentado.

* Dor de cabeça associada a sinal neurológico (fraqueza de um lado do corpo, desequilíbrio, perda de campo visual, entre outros sinais que devem ser avaliados durante a consulta médica).

* Dor de cabeça de instalação recente em pacientes que já tem o diagnóstico de câncer, HIV ou outra doença que afeta o sistema imunológico.

* Dor de cabeça associada a doença sistêmica, seja esta como comorbidade prévia ou não.

Diante do reconhecimento destes principais sinais a investigação complementar será dirigida pela suspeita realizada pelo neurologista.

Hoje dispomos de métodos de neuroimagem extremamente úteis e rápidos que sugerem com precisão informações sobre a estrutura e funcionalidade cerebral.

Desta maneira obtemos informações valiosas sobre tumores, aneurismas, hemorragias, trombose, implicando em maior acurácia diagnóstica e agilidade no tratamento do paciente diagnosticado com cefaleia secundária.

A dor de cabeça seja ela diagnosticada como primária ou secundária acaba causando piora na qualidade de vida do paciente, principalmente quando se torna crônica e o paciente começa a usar medicações analgésicas de forma contínua, indiscriminada e sem orientação médica.

Essa prática de auto medicação acarreta em atraso no diagnóstico e tratamento correto, além de falsear as características originais da dor.

Saber identificar os sinas de alarme e proceder com a investigação correta das cefaleias é imperativo para o sucesso do tratamento.

Dra. Andressa R. M. Galego

Neurologista e Neurofisiologista pela FAMERP

O AVC (Acidente Vascular Cerebral), popularmente conhecido como Derrame Cerebral, é uma urgência médica e necessita de tratamento imediato. Quanto antes diagnosticado, menos danos o paciente sofrerá.
Aqueles pacientes que chegam ao hospital nos primeiros 60 minutos de início dos sintomas, tem maior chance de se beneficiar com terapias de revascularização, evitando as sequelas.
As sequelas ocasionadas por um AVC são muitas, desde paralisias, déficit sensitivo, déficit de memória até alterações comportamentais.

Procure o seu médico e faça o diagnóstico preciso.

É muito comum que os sintomas do Alzheimer sejam confundidos com os do envelhecimento. Isso faz com que o paciente e sua família adiem a busca por uma orientação médica e, assim, a doença é diagnosticada tardiamente.
O diagnóstico precoce permite a introdução de tratamentos medicamentosos ou não medicamentosos, com impacto positivo para o paciente e na qualidade de vida dos familiares.

Procure seu médico e faça o diagnóstico preciso.
📞(17) 3214-4666
💻www.umaonline.com.br

Agendamento

Agende seu exame aqui.

Ligue, Agende! 17 3214-4666