Bem-vindo ao site da UMA – Complexo Avançado de Diagnósticos

Categoria

Tomografia

colonoscopia virtual

Um dos mais modernos exames de diagnóstico por imagem é a Colonoscopia Virtual, já realizado com sucesso na UMA.

A Colonoscopia Virtual é utilizada para identificar sinais de câncer colo-retal e também para localizar pólipos no interior do intestino grosso, que podem ser pré-cancerosos.

O procedimento utiliza a tomografia computadorizada para obter imagens do intestino grosso. Após a realização da tomografia, um computador combinará as imagens dimensionais (2D) e tridimensionais (3D) do cólon e do reto.

Estimam-se no Brasil, para 2016, 16.660 casos novos de câncer de cólon e reto em homens e de 17.620 em mulheres. Estes valores correspondem a um risco estimado de 16,84 casos novos a cada 100 mil homens e 17,10 para cada 100 mil mulheres.

Segundo a médica, Andréa de Caires Souza, especialista em radiologia e diagnóstico por imagem da clínica UMA, a Colonoscopia Virtual permite o rastreio/diagnóstico precoce destas lesões, especialmente em doentes que não podem, ou não toleram, fazer colonoscopia convencional.

Diferentemente da técnica convencional, a Colonoscopia Virtual é uma técnica não invasiva e segura, que não necessita de sedação nem anestesia, afirma a médica.

Já a colonoscopia convencional utiliza um colonoscópio, que é um longo tubo com uma luz. Este tubo flexível, que é colocado no interior do cólon e do reto, utiliza uma pequena câmara para enviar as imagens para um monitor de vídeo em tempo real. Normalmente é feita uma sedação do paciente com anestesia.

Como é que o exame é realizado

Após realizar um preparo prévio com medicações laxativas e dieta, o paciente é submetido a uma tomografia computadorizada da região abdominal. Imediatamente antes do exame é introduzido ar no interior do seu intestino através de uma pequena sonda colocada no reto. O tempo total para realização deste exame é cerca de quinze minutos.

cardiologia exame

O coração ganhou mais um aliado na prevenção e diagnóstico de doença coronária, que pode levar a um ataque cardíaco – uma das principais causas de morte no Brasil.

A novidade agora é exame de tomografia computadorizada realizado pela equipe de diagnóstico cardiológico da UMA, que produz imagens precisas do coração sem necessidade de cateterismo e com menor radiação.
Segundo a médica Mariane Spotti, cardiologista e especialista em imagem do coração da Uma (Unidade de Medicina Avançada), até agora os pacientes precisavam fazer dois exames para identificar a doença coronária: o cateterismo, que identifica o grau de obstrução das artérias do coração, e a cintilografia com estresse, que avalia como está o fluxo sanguíneo na região obstruída.

“Sabemos que os exames invasivos apresentam riscos e com a TC excluímos os pacientes saudáveis, que não apresentam placas obstrutivas nas artérias, e muitas vezes eram submetidos ao cateterismo sem necessidade”, afirma a médica. Cerca de 50% das pessoas que passam pelo cateterismo não têm obstrução ou têm o problema em grau mínimo, aponta Mariane.

Já a médica Marina Bellini, radiologista e especialista em imagem do coração da Uma, a Tomografia é indicada ainda para avaliar com precisão a quantidade e os locais onde estão instalados os vasos obstruídos nos pacientes com a doença arterial coronariana. “O mapeamento contribui para que os exames invasivos sejam mais eficientes e assertivos”.

Para a médica Marina Bellini, a Tomografia Computadorizada também identifica qual a situação das artérias e permite que o paciente acompanhe a evolução do seu caso.
A tomografia é um exame rápido e indolor. E o mais importante: com baixa radiação. O paciente recebe, inicialmente, o contraste e, na sequência, é instalado no equipamento de tomografia. Todo o procedimento leva em torno de 15 minutos.

Agendamento

Agende seu exame aqui.

Ligue, Agende! 17 3214-4666